A Felicidade na Finlândia

Foto por Gerhard Lipold em Pexels.com

Segundo o Relatório Mundial da Felicidade das Nações Unidas de 2020, a Finlândia é, pelo terceiro ano consecutivo, o país mais feliz do mundo, como já havia sido em 2018 e em 2019, seguido por Dinamarca, Suíça, Islândia e Noruega. Desde a criação do World Happiness Report, em 2013, é o país que apresenta a média mais alta ao longo das edições. 

Na base da Felicidade na Finlândia certamente estão os amplos benefícios de bem-estar, baixos níveis de corrupção, uma democracia que funciona bem e um senso de liberdade e independência. Além disso, o país conta com uma tributação progressiva e uma distribuição de riqueza que permite um sistema de saúde universal próspero. 

Ainda, atribui grande importância à igualdade de gênero e à redução das disparidades salariais entre homens e mulheres. A Finlândia é, segundo a Forbes, provavelmente o único país do mundo desenvolvido em que os pais passam mais tempo com os filhos em idade escolar do que as mães.

Entre as curiosidades desse país mais feliz do mundo está o principal passatempo nacional (e invenção da Finlândia) que é suar em uma sala de madeira, já que existem em torno de 3,3 milhões de saunas por lá. Estima-se que 1/3 das saunas do mundo localizam-se nesse pequeno país de 5,5 milhões de habitantes. É o que diz o site Scandinavia Standard.

Foto: pasaja1000/Pixabay

A Finlândia é, também, o maior consumidor de café no mundo, com um consumo anual per capita de cerca de 12 kg, conforme informações do World Atlas. Isso é mais do que o dobro do consumo médio no Brasil, que gira em torno de 5 kg/pessoa/ano. Para completar, a Finlândia também tem o maior consumo per capita de leite no mundo, com impressionantes 430 quilos/pessoa ao ano. Dados do World Population Review.

Com regiões onde a temperatura pode chegar aos 30 graus negativos, o país mais feliz do mundo se mantém aquecido com salas quentes e um bom café. Com ou sem leite.