Felicidade tem imagem?

Foto: Julián Gentilezza/Unsplash

Vídeos e fotos divertidas, emocionantes, sem graça, revoltantes, inspiradoras, tristes, animadas. De crianças, de pets, de esportes, de amigos, de celebridades, de desconhecidos, de “influencers”, de tudo e de todos.  Nunca se produziu e se consumiu tantas imagens como nos últimos anos. 

Com os smartphones e o avanço das tecnologias digitais, a produção e a difusão de fotos e de vídeos tornou-se uma atividade corriqueira, com o compartilhamento de imagens para divertir, para alegrar, para gerar emoções. Mas até que ponto isso chega a influenciar os níveis de Felicidade das pessoas? Qual a relação entre este construto e a simples visualização de imagens? 

Neste artigo, vamos examinar essas questões, seguindo no tema da Felicidade e suas associações. Já abordamos sons, cheiros e sabores. Agora é a vez das imagens. 

Felicidade e as emoções em imagens

Como já tratamos em outro artigo aqui no Blog (Dupla Dinâmica: Felicidade e Saúde), o bem-estar emocional é uma parte determinante de nossa saúde mental. Além disso, as emoções positivas auxiliam funções cardiovasculares, hormonais e imunológicas, promovendo comportamentos saudáveis e um sono melhor. 

Para aprimorar nosso bem-estar emocional e mental, há coisas muito simples que podemos fazer. Por exemplo, ao final do dia podemos escrever três coisas que deram certo no nosso dia. Como se fosse um “diário de gratidão”. A imagem dessas frases no papel ou na tela pode ajudar significativamente as pessoas a reforçar seu nível de Felicidade.

Sarandy westfall/Unsplah

Ou podemos fazer uma pausa no nosso dia para olhar imagens com conteúdo positivo. Um álbum de fotos, um livro com gravuras, um filme, um site com conteúdo visual que nos alimente com boas vibrações. Dedicar um tempo para olhar fotos de pessoas que amamos, de coisas que gostamos ou de ambientes da natureza melhora o nosso humor e influencia positivamente nossos níveis de Felicidade. 

Habitats naturais também estão associados a uma maior Felicidade. Se, em função da pandemia, não dá para passar um tempo em ambientes bonitos da natureza, procure olhar fotos desses ambientes ou configure o papel de parede da tela do seu computador com imagens agradáveis e lindas da natureza. Até uma boa visão desde a janela de casa ou do trabalho pode ter efeitos positivos em nosso bem-estar geral. 

Qual é a imagem da Felicidade?

Várias categorias de imagens podem influenciar positivamente nossos níveis de Felicidade. As três mais citadas pelos entrevistados na pesquisa Caleidoscópio da Felicidade foram:

  • Praia (17,4%)
  • Nascer ou pôr do sol (13%) 
  • Sorriso (10,9%)

 Além destas, outras categorias foram lembradas. Veja o gráfico.

A imagem da praia evoca férias, descontração, reunião de amigos, alegria e muito sol. O nascer e o pôr do sol estão relacionados a mais uma jornada que vamos iniciar ou que completamos, com a ideia de recomeço. O sorriso… ah, o sorriso. Aquela imagem em relação à qual não temos imunidade e que, normalmente, devolvemos com outro sorriso porque influencia nosso afeto positivo. Será que você sorriu ao ler e imaginar um sorriso?

Imagens e o afeto positivo

Foto: Kampus Production/Pexels

Com o uso massificado de smartphones e de redes sociais, fazer fotos tornou-se uma prática onipresente, que gera oportunidades para o compartilhamento não só de imagens, mas também de emoções. Fazemos fotos como nunca antes e as usamos para auxiliar a memória (fotos de listas, de etiquetas, de receitas, de mapas), para registrar eventos e atividades e, sobretudo, para se comunicar com amigos e familiares por meio do compartilhamento por Instagram, Facebook, Whatsapp, YouTube, Pinterest e tantos outros.

Fotos compartilhadas ajudam a promover o afeto positivo, reduzindo o estresse e possibilitando a outras pessoas gerenciar melhor seu bem-estar emocional. Afinal, não é somente uma foto que compartilhamos, mas o registro de uma experiência positiva, alegre ou divertida que queremos dividir. Uma experiência que gera Felicidade. 

O simples ato de fazer fotos já é, em si, uma atividade divertida para a maioria das pessoas e pode nos fazer mais felizes por vários motivos. É o que diz o livro “Projeto Felicidade”, de Gretchen Rubin (Editora Record, 2009). 

Foto: Helena Lopes/Pexels
  • Fotos nos permitem recordar de pessoas, lugares e atividades que amamos. Além disso, uma das formas de reforçar nossa Felicidade no presente é relembrar os tempos felizes do passado, afinal, como tendemos a tirar fotos de ocasiões felizes, elas valorizam nossas lembranças.
  • Fazer fotos estimula a criatividade, porque, muitas vezes, o desejo de obter a imagem perfeita nos estimula a sermos criativos para registrar a emoção que queremos compartilhar.
  • Fotos também podem funcionar como um diário, registrando pequenos momentos que são tão preciosos, mas também tão facilmente esquecidos. Fazer fotos da vida cotidiana, não somente de ocasiões especiais, nos permite valorizar cada dia de nossas vidas. 

Olha a foto, sorria!

Foto: Andre Furtado/Pexels

Em tempos de selfies e de fotógrafos vorazes, sorrisos são compartilhados a todo instante, em uma corrente de positividade que influencia o bem-estar das pessoas. Esse impacto que tirar fotos causa no bem-estar emocional pode ser explicado por três razões diferentes

A primeira delas é a autopercepção, que faz as pessoas gerarem expressões faciais positivas em uma foto. Afinal, ninguém quer se perceber como triste, grave ou negativo. Selfies retratam momentos de alegria. 

A segunda é a autoeficácia, em que as pessoas realmente fazem coisas para serem felizes e registram esses momentos em fotos. Ninguém gosta de registrar em fotos os seus momentos negativos. As selfies registram bons momentos. 

Foto: Priscilla Du Preez/Unsplash

A terceira razão é o pró-social, em que as pessoas vão além e fazem coisas para deixar outras pessoas felizes. A selfie é compartilhada para gerar uma emoção positiva. Mais do que buscar a Felicidade para si, busca-se a Felicidade para o outro também.

Um instante de uma simples foto compartilhada, com um belo sorriso, pode gerar uma carga positiva de afeto. Sorrir faz sorrir, pois não conseguimos ficar impassíveis à emoção de fotos de nossos filhos, pais, amigos com um grande sorriso. E mesmo em situações de estresse, sorrir e manter uma expressão facial positiva tende a gerar uma menor diminuição no afeto positivo, fazendo-nos mentalmente mais fortes. 

Então, sorria! Seja feliz! E continue acompanhando nossos artigos aqui no blog e nossos posts diários no Instagram.