Felicidade traduzida em palavras

Foto: Zen Chung/Pexels.com

Parabéns. Você conseguiu. Vamos viajar. Mãe. Te amo. Você é muito importante. Férias. Quando pensamos em Felicidade, quais palavras vêm à sua mente? 

Traduzir Felicidade em palavras é um exercício complexo e de múltiplas respostas. Isso porque as palavras podem trazer diferentes sentimentos para cada pessoa.

Qual o efeito de palavras positivas sobre os níveis de Felicidade? Depois de explorar, em artigos anteriores, sabores, cheiros, sons e imagens associados à Felicidade, é hora de abordar a associação com palavras. 

Somos o que pensamos e como pensamos

Foto: 1983 (steal my _ _ art)/Unsplash

O tema Felicidade parece estar cada vez mais presente nos nossos pensamentos. Nos envolvemos mais com a compreensão do significado do que é Felicidade e do que nos faz felizes. Estamos mais atentos a manifestações, expressões e palavras que traduzem Felicidade. Algumas delas, com um singelo conteúdo afetivo, nos deixam mais positivos. 

Nas reflexões cotidianas sobre Felicidade, reforçamos crenças fundamentais e implícitas sobre seu significado. Elas estão geralmente associadas ao nosso bem-estar geral, à nossa resiliência ao estresse e à nossa satisfação nos relacionamentos. 

Cada pessoa é seu próprio mundo e as palavras podem ter diferentes interpretações ou significados. Quando se trata da palavra Felicidade, ela pode envolver a recordação de uma experiência positiva, a lembrança de uma pessoa especial, um abraço gostoso que nunca esquecemos ou até um sorriso marcante.

Foto: Szilvia Basso/Unsplash

As palavras que vêm à mente quando pensamos em Felicidade são uma espécie de “pacote” cognitivo, mas também afetivo, que criamos a partir de nossa educação formal, da cultura em que vivemos e das experiências pessoais que tivemos ao longo da vida.

As associações com determinadas palavras podem sugerir que nosso bem-estar não é simplesmente determinado pelos hábitos que cultivamos ou pelos livros que lemos, mas também por muitos pequenos estímulos e conexões dos quais podemos nem estar cientes. Isso significa que as pessoas com as quais passamos o tempo e os ambientes em que vivemos podem ser mais cruciais do que imaginamos.

Felicidade e a associação com palavras 

Foto: Leonardo Sanches/Unsplash

Um estudo sobre Felicidade, desenvolvido por pesquisadores da Coréia do Sul e dos EUA, envolveu 521 participantes que tinham que responder a uma única pergunta: quais são as palavras que vêm à mente quando você pensa em Felicidade?

Sem surpresas, a maioria das respostas não envolveu uma dimensão individual como sucesso, dinheiro, conquistas, glamour. Em vez disso, as palavras mais citadas envolvem outras pessoas ou relações interpessoais.

Na pesquisa, a palavra mais comum associada pelos estudantes coreanos foi “família”, enquanto os alunos norte-americanos citaram palavras mais relacionadas a sentimentos. Os resultados sugerem que a Felicidade parecia estar mais fortemente ligada a uma dimensão relacional entre os coreanos, ao passo que para os americanos ela estaria mais relacionada a um estado emocional.

Caleidoscópio da Felicidade

Na pesquisa Caleidoscópio da Felicidade, perguntamos aos entrevistados quais eram as frases que eles associavam à Felicidade e a palavra amor apareceu em 23,8% das frases formuladas. As várias palavras que foram citadas podem ser agrupadas em três dimensões. 

A primeira delas refere-se a sentimentos (amor, gratidão, esperança), num total de 47,6% das respostas. A segunda dimensão está relacionada a aspectos individuais (autenticidade, simplicidade, realização) com 28,6% das respostas. Por fim, a terceira dimensão envolve relacionamentos (convívio, amizade, pequenos momentos), com 23,8%.

Fonte: Pesquisa Caleidoscópio da Felicidade

Ou seja, as palavras que associamos à Felicidade envolvem sentimentos, relacionados a cada um individualmente e que, invariavelmente, tem a ver com outras pessoas de nosso convívio ou de nossas experiências vividas. Portanto, as conexões sociais e os relacionamentos são universalmente importantes para o bem-estar em qualquer cultura e a experiência social é um bloco central da Felicidade.

Reforçando conexões sociais

Então, como podemos caminhar em direção a uma maior conexão social e, consequentemente, a uma vida mais feliz? Uma alternativa simples e eficaz é nos envolvermos em atividades para ajudar os outros com mais frequência. Atividades altruístas nos deixam mais felizes. Optar por passar bons momentos com os outros aumenta as chances de nos fazer mais felizes.

Ainda que, em tempos de pandemia, a interação social de forma presencial seja mais complicada, ela pode ser reforçada por meios on-line, em atividades que promovam relacionamentos fortes, de preferência aqueles em que se possa ajudar alguém. Cultivar laços sociais, especialmente aqueles em que também podemos retribuir, nos torna pessoas mais felizes (ou menos solitárias). Mesmo on-line.

Foto: Giftpundits.com/Pexels.com

As mídias sociais, como Instagram e Facebook, e as ferramentas de comunicação instantânea, como WhatsApp e Telegram, nos permitem interagir socialmente por meio do compartilhamento não só de imagens, mas, também, de palavras carregadas de afeto positivo. Não importa o idioma, não importa o formato, sempre haverá palavras positivas que, compartilhadas, farão bem ao emissor e ao receptor. 

Um simples “obrigado”, um “bom dia pra você” ou um “gosto de você” podem traduzir uma mensagem de Felicidade. 

Continue acompanhando nossos artigos aqui no blog e nossos conteúdos diários no Instagram.