A Felicidade na Noruega

Foto: Julia Caesar/Unsplash

Dona de uma paisagem exuberante, com fiordes, montanhas, geleiras, cachoeiras, águas cristalinas, áreas verdes, sol da meia-noite e aurora boreal. Um país de clima frio, com 5.3 milhões de habitantes, 385 mil km², 240 mil ilhas, 47% de energia renovável e sempre nas primeiras posições do Relatório Mundial da Felicidade (World Happiness Report – WHR), na companhia de vizinhos nórdicos, como Finlândia e Dinamarca.

A Noruega já foi a primeira colocada, na edição de 2017. No documento divulgado pela ONU em 2021, ocupa o 6º lugar. Caiu uma posição em relação ao ano anterior, mas, ainda assim, apresenta um desempenho invejável por muitas nações.

Então, quais serão os fatores que fazem da Noruega um dos países mais felizes do mundo? Friluftsliv, Koselig e Hyttebok parecem ser alguns desses facilitadores. Quer saber o significado dessas palavras? Você vai descobrir neste artigo.

Qualidade de vida

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD em inglês) mede o bem-estar em 40 países, levando em consideração o que mais importa para as pessoas ao redor do globo. Para isso, utiliza 11 tópicos e 80 indicadores. O OECD Better Life Index é uma espécie de índice para uma vida melhor e a Noruega apresenta excelente desempenho em diversos critérios.

Quando o assunto é segurança, a Noruega ocupa o topo da lista. E precisamos concordar que o fato de nos sentirmos seguros é um grande influenciador no bem-estar, certo?

Nos demais tópicos avaliados, o país nórdico fica acima da média.

Satisfação com a vida
Os noruegueses dão nota 7.6 em termos de satisfação geral com suas vidas. A média é mais alta que a dos demais países da OECD (de 6.5). É uma sociedade igualitária e com alto grau de inclusão. A redistribuição de impostos e benefícios é substancial. Os serviços públicos, como saúde e ensino, são extremamente satisfatórios, elevando o bem-estar. Graças às reservas de petróleo e uma sólida estrutura de políticas macroeconômicas, as receitas superaram as despesas.

Saúde
A expectativa de vida é de 83 anos (quase 10 a mais que no Brasil) e 77% da população diz ter boa saúde. As taxas são subsidiadas e há limite anual de quanto cada indivíduo deve pagar. Quando atingido, há isenção de novas cobranças e tratamento gratuito pelo resto do ano.

Educação e habilidades
82% dos adultos entre 25 e 64 anos concluíram o ensino médio. Ao longo dos anos, a Noruega implementou diversas reformas para ajudar famílias de baixa renda a manter seus filhos na escola.  

Comunidade e conexões sociais
94% das pessoas acredita ter uma rede de apoio, ou seja, com quem contar em momentos de necessidade.

Segurança
Cerca de 90% das pessoas se sente segura ao andar sozinha na rua à noite. Ainda, a taxa de homicídios no país é de 0.4 para cada 100 mil habitantes. No Brasil apenas 36% das pessoas dizem se sentir seguras e a taxa de homicídios é de 26.7 para cada 100 mil, ocupando a última posição neste quesito do índice da OECD.

Moradia
O orçamento familiar para gastos com custos domésticos é de 17% da renda bruta.

Engajamento cívico
Nas últimas eleições, 78% dos eleitores votaram, mostrando um grande envolvimento público no processo decisório político.

Qualidade do meio ambiente
Segundo país entre os 40 do índice OECD nesse quesito, a quantidade de partículas poluentes no ar é 4.6 microgramas (em comparação, na Islândia, primeira colocada, é de 3. Já no Brasil, a concentração de partículas é de 10.3). A satisfação com a qualidade da água na Noruega é de 98%. O país possui um dos maiores percentuais de vendas de carros elétricos e há grandes incentivos, como isenção de pedágio, estacionamento gratuito e acesso a faixas exclusivas para ônibus em determinados horários.

Equilíbrio vida-trabalho
Apenas 3% dos trabalhadores fazem longas jornadas por semana. Trabalhadores em turno integral dedicam 65% de suas horas diárias com cuidados pessoais e lazer. Leia sobre equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

Emprego e rendimentos
Cerca de 74% das pessoas de 15 a 64 anos têm emprego remunerado. A média de salário anual é maior que a maioria dos países da OECD e fica em torno de U$ 51 mil, o equivalente a R$ 290 mil. Ainda, o sistema de seguridade social prevê uma queda de apenas 5% nos rendimentos caso o trabalhador fique desempregado.

Renda e riqueza
A renda média doméstica per capita é de US$ 35.725 por ano, o equivalente a R$ 202.946. A política econômica do país prioriza a inclusão e a igualdade, com um alto nível de coesão social. Há baixa desigualdade salarial, grande força de trabalho e redistribuição da renda familiar líquida. O sistema fiscal arrecada um grande volume em impostos, permitindo ao governo financiar grande parte dos serviços públicos. Leia sobre dinheiro e Felicidade.

Friluftsliv

Não é erro de digitação. Friluftsliv é uma palavra norueguesa que pode ser traduzida como vida ao ar livre. A conexão com a natureza é muito valorizada pelos noruegueses. Podemos dizer que é quase uma religião.

Foto: Gemma Evans/Unsplash

Friluftsliv é uma filosofia, um modo de vida, é um compromisso de celebrar a vida ao ar livre e vale para todos, não importa a idade ou as condições físicas. E mais importante: não depende de condições climáticas. Com sol, chuva, neve, vento, as atividades ao ar livre são uma tradição. Vão de escaladas, canoagem, pedaladas, cavalgadas e esqui a colher frutas silvestres, caminhar com o cachorro ou simplesmente passar um tempo na natureza, seja deitado em uma rede, lendo ou contemplando a paisagem. É um momento de conexão, de aliviar o estresse e a ansiedade, de reduzir o ritmo, de renovar as energias, de se conectar.

Foto: Darya Tryfanava/Unsplash

A conexão com a natureza é tão importante, que existe até uma lei que assegura o direito de todos a circular livremente por qualquer terra não cultivada. O uso de áreas comuns é livre até mesmo para acampar, sem custos, desde que mantendo 150m de distância de qualquer casa habitada. É a allemannsretten, que tem por objetivo proteger a base natural da vida ao ar livre como uma forma de promover a saúde, o bem-estar e o lazer ecologicamente correto. Existe até uma associação nacional de friluftsliv, que, dentre outras coisas, oferece aulas sobre a prática.

O Ministério do Meio Ambiente da Noruega desenvolveu uma pesquisa sobre a relação entre saúde mental e a experiência da natureza. O estudo mostra que uma das razões dos noruegueses procurarem a natureza é a busca por uma melhor qualidade de vida, indicada por cerca de 80% a 90% dos respondentes (entre noruegueses, dinamarqueses e suecos). Leia sobre natureza e Felicidade.

Acredita-se que o termo Friluftsliv fi cunhado pelo poeta norueguês Henrik Ibsen, em 1871, no poema “På vidderne”, que em tradução livre seria “Em expansões”.

Koselig

Agora que você já sabe o que é Friluftsliv e como essa prática está ligada à Felicidade na Noruega, está na hora de conhecer mais um segredo desse país nórdico, o koselig.

Assim como os dinamarqueses praticam o hygge, os noruegueses contam com o koselig. Esse é um conceito que faz parte da cultura nacional e pode ser traduzido como um misto de aconchego, desfrutar da companhia de pessoas queridas e natureza.

Foto: 🇸🇮 Janko Ferlič/Unsplash

Koselig envolve a ideia de conforto, autocuidado, relaxar e interagir com outras pessoas. É criar um ambiente agradável no qual você se sinta bem, evocar bons sentimentos, ter uma atitude positiva e encontrar alegria nas pequenas coisas. Sem deixar de lado a conexão com a natureza e o ar livre.

Você pode trazer o koselig para a sua vida de diversas formas. Preparar uma refeição saborosa e apreciar com as pessoas que você ama. Desligar a televisão e ouvir música. Tomar café com amigos (mesmo que virtualmente). Praticar alguma atividade física ao ar livre. Jogar cartas, jogos de tabuleiro ou até mesmo stop em uma trade chuvosa. Fazer caminhadas diárias apreciando a natureza.

O objetivo é a promoção do bem-estar pessoal, unindo os benefícios de estar em contato com a natureza, com conexão social. Afinal, família e amigos também são grandes fontes de Felicidade.

Hyttebok

Quer conhecer mais um segredo da Noruega para a Felicidade? O Hyttebok. É um diário coletivo de Felicidade. Os noruegueses têm a tradição de fazer esses momentos de reflexão durante viagens para áreas mais afastadas de imersão na natureza, quando geralmente se hospedam em cabanas.

Foto: Hannah Olinger/Unsplah

O “livro da cabana” é uma oportunidade de coletar boas memórias, permite que todos participem de forma coletiva e traz sentimento de gratidão cada vez que você o consultar. Parece familiar? É o equivalente ao nosso diário de gratidão, onde você pode anotar (diariamente, semanalmente ou com a frequência que desejar) coisas pelas quais é grato. De uma comida gostosa a uma experiência divertida e única.

Agora que você já conhece as práticas de Friluftsliv, Koselig e Hyttebok fica mais fácil de entender porque essa terra viking figura sempre entre as mais felizes do mundo?

Na próxima semana falaremos sobre gratidão e Felicidade aqui no blog. Então, continue acompanhando nossos conteúdos aqui e nossas postagens diárias no Instagram.

2 respostas para “A Felicidade na Noruega”

Os comentários estão fechados.