Como a saúde mental afeta a Felicidade

“O segredo é não cuidar das borboletas e
sim cuidar do jardim, para que elas venham até você”
Mario Quintana 

Foto: Ella Wei/Pexels.com

A busca pela Felicidade é permanente e incessante na vida de cada um de nós. O que é ótimo e nos motiva diariamente. Estamos sempre procurando melhorar a nossa vida, nossos relacionamentos, morar em uma cidade legal, fazendo tudo o que a sociedade diz que precisa ser feito para sermos felizes. Estamos sempre correndo atrás das borboletas, tão belas que nos parecem ser. 

Essa busca ativa e incessante para ser feliz depende de nosso esforço, de nossa dedicação, de nossas energias, o que pode acabar gerando ansiedade e estresse e afetando a estabilidade mental. Às vezes, buscamos uma coisa e ganhamos outra que não queríamos. 

Para entender a relação entre saúde mental e Felicidade, neste artigo nós exploramos alguns aspectos essenciais para manter um equilíbrio saudável na sua vida.

O que é saúde mental?

Embora tenha o potencial de influenciar muitas áreas da vida, a saúde mental não é muito bem compreendida e isso acaba impactando diretamente na sua Felicidade. Para   entendermos como alcançar a Felicidade, primeiro devemos entender que a saúde mental está relacionada ao seu bem-estar psicológico. Ou seja, como você se sente sobre si mesmo, sobre os relacionamentos em sua vida e sobre o ambiente ao seu redor.

Foto: Martin Dawson/Unsplash

É muito comum as pessoas associarem saúde mental à ansiedade e depressão. Embora essas sejam condições reais, a saúde mental abrange mais do que isso. Na realidade, a ausência de depressão ou de ansiedade não significa que alguém está com boa saúde mental.

Saúde mental é muito mais sobre a presença de certas coisas do que sobre a ausência de outras. É sobre ter paixão e entusiasmo pela vida, aceitando algumas circunstâncias que se nos apresentam. É sobre gostar e confiar em si mesmo. É sobre a capacidade de se divertir. Isso é desfrutar de uma boa saúde mental.

Um importante relatório revela que lidar com os problemas de saúde mental tem um impacto quatro vezes maior nos níveis de Felicidade do que reduzir a pobreza. Esse relatório aponta aspectos interessantes sobre os princípios-chave da satisfação com a vida das pessoas, destacando que a desigualdade de renda pode explicar apenas 1% da variação da Felicidade em uma comunidade, enquanto que as diferenças de saúde mental explicam mais de 4%.

Foto: Max van den Oetelaar/Unsplash

Segundo esse estudo, o que mais importa para nossa Felicidade são nossos relacionamentos sociais e nossa saúde mental e física. É tão necessário tratar a dor mental quanto a dor física. No entanto, esses dois tipos de dor não são tratados igualmente. Uma fratura no corpo físico é tratada imediatamente, mas uma fratura na estrutura mental muitas vezes leva tempo para receber o tratamento necessário. Além disso, muitas vezes, a dor mental é mal compreendida porque outras pessoas não conseguem percebê-la.

Como cuidar da saúde mental?

Para manter a saúde mental é essencial reduzir a angústia e tentar encontrar mais satisfação na vida, mesmo nas pequeninas coisas do dia a dia. Ainda que possam ser diferentes de uma pessoa para outra, sempre haverá coisas que podemos fazer para buscar o equilíbrio desejado. Algumas dicas que podem ajudar:

Sinta-se grato. Não importa a situação pela qual você esteja passando, sempre tem algo pelo qual agradecer, como estar vivo e respirando. Podem ser coisas tão simples como ter um teto sobre sua cabeça, ter o que comer, ter amigos e familiares que te amam. Embora possa parecer clichê para alguns, essas coisas talvez não façam você mais feliz, mas, certamente, sem elas você não será feliz.

Fique atento. O mundo está um tanto complicado, especialmente em função da pandemia. É uma crise sanitária, dentro de uma crise econômica, dentro de uma crise social, dentro de uma crise… Um enorme volume de informações negativas. Sua mente acaba absorvendo esse caos, com alguns pensamentos desorganizados, uma ansiedade aumentada e até com angústia. Shhhh… Procure afastar-se disso. Saia do modo automático. Aquiete a sua mente. Fique mais atento àquilo que realmente é importante para você e que faz a diferença em sua vida. Fique atento à sua mente.

Mantenha-se ativo. Ser ativo não é apenas necessário para sua saúde física, mas é absolutamente crucial para sua saúde mental também. Mexa-se! Faça exercícios, boas caminhadas ou algo totalmente diferente, mas mexa-se. Como já destacamos em vários artigos aqui no blog, quando você está se movendo, você melhora seu estado de bem-estar com a liberação de endorfinas. É por isso que os exercícios costumam ser considerados um “tratamento” natural para a depressão e a ansiedade – sem os efeitos colaterais dos medicamentos tradicionais. Além disso, a atividade física cria uma espécie de ciclo de recompensa: quanto mais você se movimentar, melhor se sentirá. 

Não se isole. Quando sua mente está lidando com algumas dificuldades, você pode se sentir isolado. Pode até parecer que o mundo está se fechando sobre você e que não há ninguém para ajudá-lo a encontrar soluções. As pessoas podem não levar a sério o que você está experimentando, ou mesmo não entendem o que você está passando. Se isso descreve como você se sente às vezes, não se isole! Compartilhar sua experiência ajuda a superar seus problemas. Outras pessoas nos ajudam a ver o problema de uma outra forma. Ou mesmo ver que não era um problema. 

Saúde mental e Felicidade estão fortemente relacionadas e são complementares, pois se é quase impossível ter uma sem a outra, é verdade que o equilíbrio mental nos faz mais felizes. Temos que cuidar da saúde, não só do corpo, mas também da mente.

Acompanhe nossos conteúdos aqui no blog e no Instagram.